Na campanha publicitária Invenções, a F/Nazca deu nova vida à Skol, mostrando com bom humor, situações em as coisas seriam muito melhores se tivessem sido inventadas pelo cara que inventou a Skol. A linha criativa é desenvolvida a partir do conceito: “Se o cara que inventou a Skol tivesse inventado (o) a…, ele (a) não seria assim…, seria assim! Veja um dos roteiros:

BARZINHO, NOITE.

Um rapaz em um barzinho movimentado tenta chamar o garçom para pedir uma Skol, mas não tem sucesso. O atendente não o ouve, ninguém liga para ele, que chama: – Ô, garçom.

Vira para alguém da mesa e se justifica: – Tô seco.

Tenta chamar outro garçom: – Amigo! Traz uma Skol aí. – faz o gesto circular.

Tenta outro: – Comandante, Xerife… volta aqui, rapaz.

E mais um: – Ô, Bigode!

Neste momento entra em cena um garoto-propaganda da marca dizendo:

Se o cara que inventou a Skol tivesse inventado o garçom, ele não seria assim…’.

Mostra o cliente: – Que é isso, bigode, vai me deixar na mão?

Volta o garoto propaganda: – …ele seria assim.

Após mais um chamado do rapaz, um garçom aparece do nada, debaixo da mesa e o serve, dizendo: – Redôndia.

CORTA PARA CENAS DE OUTROS LUGARES.

O rapaz chama e sempre o garçom atende na hora, surgindo rapidamente.

No sofá da casa, o garçom: – Redôndia.

No futebolzinho de praia, o garçom: – Redôndia.

No escritório, de dentro de uma gaveta, o garçom: – Redôndia.

Corta para cenas do garçom com a bandeja, apresentando o produto. O fundo é amarelo, alusivo à marca. Entra letreiro e locutor:

Com Skol, tudo fica redondo. Se beber não dirija.

Na última cena, vemos o personagem principal na cama com uma garota, quando ele chama: – Bigode!

O Garçom aparece do nada: – Redôndia

A garota grita: – Ai!!!

O rapaz: – Que é isso, Bigode? Assustou a menina!

Anúncios