PERSONAGENS DA MINHA VIDA #15

Ele tinha um enorme coração de ouro. Só que não gostava de se gabar, então fingia que era um crápula. Funcionava. Todos achavam que ele era um pulha. À noite, na cama, ele se compadecia e se penitenciava: “Deus, como é fácil enganar as pessoas!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s