Estou completando 44 anos de idade, 23 de publicidade, 15 de sala de aula. Durante essa trajetória pensei e repensei muito sobre o poder dos sonhos, sobre a felicidade, sobre o sentido da nossa existência.

Tive a honra de ser paraninfo uma dezena de vezes, dei e recebi conselhos, travei debates com pessoas sensíveis e inteligentes, li grandes pensadores, escrevi poemas, contos, publiquei um livro. Eu me admirei, me espantei, me alegrei, me decepcionei, me frustrei, me machuquei, experimentei inúmeras sensações e sentimentos. Fiz muita besteira e várias coisas bacanas.

Resumindo, aprendi um bocado de coisas. Algumas são clichês que soam como frases tiradas dos mais sem-vergonhas livros de autoajuda. Outras são tão pessoais que talvez não encontrem nenhuma ressonância.

De qualquer forma, resolvi colocar tudo no papel para ser fiel à minha essência de escritor e professor. Tomara que ao menos um desses aprendizados lhe seja inspirador.

Mãe deveria durar para sempre, pai também.

Pena que a gente demora uma eternidade para perceber isso.

Filho é a melhor coisa do mundo.

E sabe? Os filhos só entendem o quanto são amados quando se tornam pais.

Toda família é esquisita e, apesar dos problemas,

talvez o charme esteja justamente nessa esquisitice.

Ter dinheiro é bom, mas ter amigos é ótimo.

Amigos fazem a vida valer a pena.

Dinheiro compra amigos. Falsos.

Dinheiro compra conforto. Isso sim é verdade.

Tenha dinheiro,

mas conquiste afeto e respeito.

Lambidas de cachorro são um senhor remédio para a alma.

Aliás, cachorro é uma coisa tão boa que todo mundo deveria ter.

Gentileza nunca sai de moda.

Sentir gratidão deveria ser tão indispensável quanto o ar que a gente respira.

Educação abre o coração e o cérebro.

Preconceito é a melhor forma de virar cego.

Criar expectativa é natural.

Mas ter ansiedade só prejudica.

Cachaça, arte, ópio, seja lá o que for, todo mundo precisa de algo

que lhe tire a lucidez. Ao menos de vez em quando.

Realizar um sonho é como ter um orgasmo.

Realizar um grande sonho é como ter um orgasmo. Múltiplo.

Mais importante que realizar sonhos é tê-los todos os dias.

Porque ter sonhos é o que faz a gente acordar toda manhã.

Dói menos quando a gente aceita que certas coisas são imutáveis.

Reclamar alivia, só não pode virar rotina.

O tédio é a coisa mais entediante da vida.

Quem vive sentindo tédio é porque não se acha muito interessante.

Se você não se acha muito interessante, ninguém vai achar.

Se você não se acha muito interessante, mude.

Mude de emprego, de aparência, de atitude.

Mas mude.

Agora se você se acha muito, muito, mas muito interessante, cuidado!

A empáfia é um porre.

Burros e idiotas são perdoáveis.

Chatos são insuportáveis.

Quem nunca fez uma burrada… Das duas uma:

Ou ainda não nasceu. Ou nasceu e não viveu.

Por mais vexatória que seja a sua burrada, não fique se martirizando.

Prazer é o que faz a vida ter um pouco de sentido.

Sorrir liberta.

Porém às vezes chorar é melhor que sorrir.

Minta pouco.

Conquistar credibilidade é difícil, mas perdê-la é muito fácil.

Quando o começo é infeliz

é quase certo o triste final.

Quase é a palavra preferida dos acomodados.

Ser acomodado não é um pecado, desde que você arque com as consequências.

Nenhum problema é grande o bastante se não for de saúde.

Saúde e caráter são os nossos bens mais preciosos.

Viva para aprender e ensine sempre que puder.

Faça coisas capazes de lhe provocar orgulho.

Não importa quanto tempo de vida você tenha aqui na Terra,

o importante é o que você vai fazer consigo mesmo nesse tempo disponível.

E, claro, o que você vai fazer com os outros.

Porque ninguém, ninguém desse planeta é capaz de ser feliz sozinho.

Anúncios