Você não precisa consultar a sua página de minuto em minuto. Não precisa atualizá-la toda hora. Nem todo dia. Você não será uma pessoa melhor ou pior pela quantidade de likes que seu post tem. Também não precisa se tornar um compulsivo, checando quantos compartilhamentos sua mensagem gerou. Alguns comentários são negativos? Ótimo. Separe os que têm opinião contrária, mas que são relevantes e tente aprender algo com eles. Os que simplesmente vociferam contra você, sem um mínimo de bom senso, delete-os. Ao menos da sua mente. Tem gente que só quer ser do contra e causar para aparecer. Não dê IBOPE para eles.

E não chegue em casa ou no restaurante ou no boteco da esquina ou na faculdade e fique com o celular sempre à mão. Deixe o wi-fi em paz. Não vire um corcunda, com a cabeça sempre baixa, um ermitão tecnológico, alheio às pessoas, cores, luzes e sons do ambiente. Tem tanta coisa boa para ser sentida e absorvida de verdade!

Não tire fotos de tudo. Não exiba sua vida como se fosse uma subcelebridade carente precisando de holofotes. Quer se expressar? Muito bom. Mas não faça disso o que há de mais importante na face da Terra. Aproveite o vento na cara. Olhe nos olhos das pessoas. Tem gente que ainda gosta disso, sabia? Aliás, tem gente que precisa disso. Calor humano.

Ah! E, principalmente, não deixe que a sua timeline seja a sua principal fonte de contato com o mundo. Não receba as notícias, atualizações e conteúdo de forma passiva. Seja o próprio curador do que lhe interessa. Busque as informações de acordo com suas aspirações e motivações. Não consuma apenas o que cai em seu colo, na ponta de seus dedos. Isso é tão cômodo e tão pobre!

Que o facebook tem um montão de coisa bacana ninguém duvida. Entretanto do jeito que está sendo usado, com tanto exagero, está passando como um trator por cima de nosso dia a dia. Por isso tome as rédeas dos acontecimentos, não deixe que eles rolem simplesmente pela sua tela, faça parte. Largue o vício. Use o facebook com parcimônia.

Se eu consigo fazer tudo isso? Bem, estou a caminho. Consciente e tentando bonito. A minha vida, minha inteligência e meus cães têm agradecido. Muito.

Anúncios